Arquivo do autor:Arthur Virmond de Lacerda Neto

“A gente”.

“A GENTE”. “A gente” é locução equívoca, pois exige a compreensão da frase ou do contexto para perceber-se se ela equivale a eu, a tu, a nós, a vós, a eles, ao passo que os pronomes retos (eu, tu, ele, … Continuar lendo

Publicado em "A gente"., Vício de linguagem

Ateísmo cristão.

Se ateu é quem recusa a existência de deus ou deuses, então, o cristianismo é relativamente ateu, porquanto rejeita a existência de todas as divindades, exceto a sua. Assim, a diferença quantitativa entre os ateus e os cristãos, é de … Continuar lendo

Publicado em Ateísmo, Cristianismo, Humanidade., Positivismo de Augusto Comte | Deixe um comentário

Vícios de comunicação. Educação idiomática.

            VÍCIOS DE COMUNICAÇÃO. EDUCAÇÃO IDIOMÁTICA. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 29.7.2018.   ADVÉRBIO DE MODO é a palavra que indica o modo, a maneira, o como algo se dá. Por exemplo: veio de modo rápido = veio rapidamente; encontrou … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Idioma achatado.

  Idioma achatado.                                                                           … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa | Deixe um comentário

Agradecer à Humanidade.

              Agradecer à Humanidade. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 29.7.2018. PASSA EM PROVA, EM CONCURSO, NA OAB E, PRIMEIRAMENTE, AGRADECE AO SEU DEUS. A pessoa passa em prova, concurso, exame da OAB, seja o que for: agradece, “em primeiro … Continuar lendo

Publicado em Ateísmo, Cristianismo, Humanismo. | Deixe um comentário

Acessar, disponibilizar: porcarias.

ACESSAR, DISPONIBILIZAR: PORCARIAS. ACEDER A, DISPOR: VERBOS CORRETOS. A ignorância do idioma no Brasil é fato típico da maioria dos brasileiros, nos últimos cerca de quarenta anos. Ensina-se mal, sabe-se mal, usa-se mal o idioma. Entre nós, não é desprestigiante … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa | Deixe um comentário

Costumes, gerações e liberdade.

COSTUMES. GERAÇÕES. LIBERDADE. “‘Cada um pode ser o quiser, mas não precisa se ridicularizar’ disse meu pai [o pai dele] em discurso démodé ao ver a foto que eu [o meu amigo] postei de um aplicativo que me faz parecer … Continuar lendo

Publicado em Costumes., Liberdade | Deixe um comentário