“Deus” como cabo eleitoral.

 
           Mensagem de propaganda que recebi:
      
  "Subject: Informativo – Felipe Braga Côrtes

  Prezado amigo(a),

  Neste ano que se encerra tivemos intenso trabalho e, graças a Deus, muito sucesso no nosso caminho. Foram muitas realizações. Assim, é com muita satisfação que informo a vocês, meus estimados amigos e amigas, algumas das obras mais importantes que conquistamos em 2008."

        Escrevi-lhe, em 20.XII.2008:
 
    Leio na sua mensagem, abaixo,  que teve, em 2008, muito sucesso "graças a Deus".
    Graças a Deus?!  Foi graças a ele que os seus êxitos aconteceram? Foi ele quem lhe propiciou os resultados que almejou na ações que empreendeu?  Os seus êxitos são devidos a ele, são obra dele?  Ou são devidos a você, Felipe Braga Cortes, ao seu empenho, à sua atividade, à sua inteligência?
    Não sei se usou esta expressão como  isso mesmo, ou seja,
           (1)como uma mera expressão idiomática, sem nenhum valor intrínseco, ou se,
           (2) de fato, acredita nela ou se a usou
           (3) com intuito político.
            No  primeiro caso, ela é totalmente inútil à sua propaganda e deve ser excluída das suas mensagens ;
            no segundo, parece que a sua capacidade política depende da intervenção sobrenatural o que equivale a se reconhecer incapaz sem ela, caso em que é melhor votar em quem é capaz de atuar por si próprio, independemente dos poderes do outro mundo ;
          no terceiro, você usa esta expressão como uma forma de cativar a simpatia dos muitos eleitores teológicos, que acreditam ou fingem acreditar em deus e fazem disto uma virtude ou uma hipocrisia, caso em que deus é um instrumento retórico de propaganda política e, dentro do cristianismo, pecado por usar o nome de deus em vão.
    Talvez você considere politicamente correto ou útil invocar deus, porque lhe rende votos; é um triste indício do baixo nível cultural do nosso povo e do tipo de  política que existe entre nós.
   Saúde e fraternidade.
   Arthur Virmond de Lacerda Neto.
   arthurlacerda@onda.com.br

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Ateísmo. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s