Arquivo da categoria: Vício de linguagem

“Título” não é “livro”. “Não vai ter” não é “Não tem”. Burrices.

  “TÍTULO” É DIFERENTE DE “LIVRO”. NOVA BURRICE. “NÃO VAI TER”. BURRICE JÁ ANTIGA. O pessoal está chamando “livro” de “título”: – Procuro um título. -Ouvi falar de um título. -Quanto custa este título ? Não me venham com a … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Vício de discordância de número é burrice.

VÍCIO DE DISCORDÂNCIA DE NÚMERO É BURRICE. Corre vício de concordância de número ou melhor, de discordância de número; é burrice. Burrice: “O princípio que se origina dos gregos são o da unidade”. Sem burrice: “O princípio que se origina … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Duplo sujeito: é defeito de redação.

DEFEITO DO DUPLO SUJEITO. “A obra poética de Whitman centra-se na colectânea “Leaves of Grass”, dado que ao longo da sua vida o escritor se dedicou a rever e completar aquele livro, que teve oito edições durante a vida do … Continuar lendo

Publicado em Duplo sujeito., Não categorizado, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Duplo sujeito. Vulgaridades de redação. Mesóclise.

                Vício do duplo sujeito.  Vulgaridades de redação. Mesóclise. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 2019. VÍCIO DO DUPLO SUJEITO. Os jornalistas brasileiros, os autores de textos acadêmicos (monografias, dissertações, teses) e muitos de quantos redigem no Brasil, praticam … Continuar lendo

Publicado em Duplo sujeito., Língua portuguesa., Mesóclise., Vício de linguagem | Deixe um comentário

PRONOMES LHE, LHO, LHA, ME, MO, MA, TE, TA, TO, VO-LO, VO-LA.

PRONOMES LHE, LHO, LHA, ME, MO, MA, TE, TA, TO, VO-LO, VO-LA. João é meu amigo. >> João é-me amigo. Dei de presente a caixa para ela. >> Dei-lhe de presente a caixa. >> Dei-lhe ela de presente. >> Dei-LHA … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Vício de linguagem | Deixe um comentário

“Não vai ter”, não: “Não tem”.

Um dos vícios que mais me irrita é o de o pessoal do comércio usar o futuro no lugar do presente. Por exemplo: o vendedor quer dizer que não há dado artigo, ou seja, que não tem (para valer-me deste … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Lugares-comuns de linguagem.

Muitos jornalistas, juristas e acadêmicos usam lugares-comuns de redação, que é aconselhável evitar. Aqui, os examino e aponto alguns: Lugares-comuns de linguagem.   LUGARES-COMUNS DE LINGUAGEM. Arthur Virmond de Lacerda Neto. Abril de 2019.   Muitas pessoas falam consoante o … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Lugares-comuns de linguagem., Redação jurídica., Vício de linguagem | Deixe um comentário