Arquivo da categoria: Vício de linguagem

“Não vai ter”, não: “Não tem”.

Um dos vícios que mais me irrita é o de o pessoal do comércio usar o futuro no lugar do presente. Por exemplo: o vendedor quer dizer que não há dado artigo, ou seja, que não tem (para valer-me deste … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado, Vício de linguagem | Deixe um comentário

Lugares-comuns de linguagem.

Muitos jornalistas, juristas e acadêmicos usam lugares-comuns de redação, que é aconselhável evitar. Aqui, os examino e aponto alguns: Lugares-comuns de linguagem.   LUGARES-COMUNS DE LINGUAGEM. Arthur Virmond de Lacerda Neto. Abril de 2019.   Muitas pessoas falam consoante o … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Lugares-comuns de linguagem., Redação jurídica., Vício de linguagem | Deixe um comentário

Polícia léxica.

POLÍCIA LÉXICA. Censuraram a palavra mulato, por, alegadamente, derivar de mula, e os pardos não quererem ser tratados por mulas, embora jamais “mulato” tivesse conotação depreciativa. Agora, censuraram o agradecimento “obrigado”, porque expressava, antanho, obrigação de reciprocidade, de quem agradecia, … Continuar lendo

Publicado em Politicamente correto., Vício de linguagem, Vernáculo. | Deixe um comentário

Doutores mal sabedores do vernáculo.

DOUTORES MAL SABEDORES DO VERNÁCULO. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 9.I.2019.  Hodiernamente, muitos nuper-formados adentram o mestrado e, a seguir, doutoram-se. Os doutores brasileiros atuais são geralmente jovens, nos inícios da sua trintena ou no final da casa dos 20 … Continuar lendo

Publicado em Doutores., Universidades., Vício de linguagem, Vernáculo. | Deixe um comentário

Palavra “séde”: mistério…

PALAVRA “SÉDE”: MISTÉRIO … Alguns (jovens) estranham quando me ouvem a palavra “séde” (sede de uma firma, como na frase “Endereço da sede, nome, CNPJ”). Fazem-me cara de estranheza, esgares, expressões de interrogação e até de nojo, como se estivessem … Continuar lendo

Publicado em Vício de linguagem, Versos | Deixe um comentário

“A gente”.

“A GENTE”. “A gente” é locução equívoca, pois exige a compreensão da frase ou do contexto para perceber-se se ela equivale a eu, a tu, a nós, a vós, a eles, ao passo que os pronomes retos (eu, tu, ele, … Continuar lendo

Publicado em "A gente"., Vício de linguagem

Vícios de comunicação. Educação idiomática.

            VÍCIOS DE COMUNICAÇÃO. EDUCAÇÃO IDIOMÁTICA. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 29.7.2018.   ADVÉRBIO DE MODO é a palavra que indica o modo, a maneira, o como algo se dá. Por exemplo: veio de modo rápido = veio rapidamente; encontrou … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Vício de linguagem | Deixe um comentário