Arquivo da categoria: Não categorizado

Quem devastou o pau-brasil?

Reproduzo o artigo do pesquisador Armando Alexandre dos Santos, publicado no periódico Paz, em 7 de dezembro de 2015. Ele desfaz o mito de que os portugueses aniquilaram as florestas de pau-brasil da costa brasileira.           … Continuar lendo

Publicado em História luso-brasileira, Não categorizado, Pau-brasil. | Deixe um comentário

           “A SUJEITA COM O GURI ESTAVA NA FILA DO BONDE”. ” A GAJA COM O PUTO ESTAVA NA BICHA DO ELÉTRICO”.

“A SUJEITA COM O GURI ESTAVA NA FILA DO BONDE”. ” A GAJA COM O PUTO ESTAVA NA BICHA DO ELÉTRICO”. Arthur Virmond de Lacerda Neto. 10.8.2020. A primeira das frases do título contém léxico típico do Brasil; a segunda, … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Lusofobia, Não categorizado | Deixe um comentário

Estrangeirismos em itálicos.

Escrevei para a Folha de S. Paulo em agosto de 2020: “Bons dias.  É da regra da língua portuguesa que estrangeirismos sejam grafados entre aspas ou em itálicos, norma que as folhas brasileiras negligenciam, por preguiça, por ignorância, por desleixo, … Continuar lendo

Publicado em Estrangeirismos., Não categorizado | Deixe um comentário

Para a CNN.

MANDEI PARA A CNN. “Para Willian Haack e demais locutores da CNN: Os locutores da CNN costumam usar a expressão “a gente” e não os pronomes eu, nós, eles, vós. Esta expressão é do uso popular, porém não é melhor … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Pronomes contraídos. Homofonias. Cacófatons.

  Pronomes contraídos: 1) lhe +o =lho (vendo-lho).Vendi o livro para você. Vendi-o para você. Vendi-o lhe. Vendi-lho. 2) lhe + a= lha (trouxe-lha). Trouxeram a cesta para ele. Trouxeram ela para ele. Trouxeram-lha. 3) me + o= mo (diga-mo). … Continuar lendo

Publicado em Cacófatons., Não categorizado | Deixe um comentário

Viagem de Vasco da Gama.

“POR MARES NUNCA DANTES NAVEGADOS”, de Ronaldo (Ronald) Watkins, é ótimo livro: trata da viagem de Vasco da Gama, cujas peripécias e aventuras descreve. Suas introdução, primeiro capítulo e epílogo contêm esclarecimentos fundamentais, para se compreender as motivações dos portugueses, … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado, Vasco da Gama., Watkins, R. | Deixe um comentário

O Ministro da Educação e o vernáculo.

  O ministro da Educação fala pessimamente, com pobreza léxica e construção primária; comete cacografias. Muitos o criticam, justamente, por isto. Espero que as críticas sejam sinceras e o escândalo que elas contêm sirvam para que criticadores e público em … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

“Preço” e não “valor”. Preposições. “Pré-agendar”.

“PREÇO” E NÃO “VALOR”. No comércio, o povo pergunta o “valor” da mercadoria; nos serviços, o atendente diz o “valor” da consulta (por exemplo) médica. Entendam, de uma vez por todas, que valor não é preço, e acabem com esta … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Não categorizado, Vício de linguagem, Vernáculo. | Deixe um comentário

Mesóclise e MEDIOCRIDADE.

A mesóclise é recurso da língua portuguesa em que se insere o pronome no verbo, nos tempos futuro (futuro do presente e futuro do pretérito. Futuro do presente, como “farei”; futuro do pretérito, a exemplo de “faria”). Na mesóclise, o … Continuar lendo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Purismo.

Os idiomas recebem influências semânticas estrangeiras, na forma de palavras que acabam por se lhes incorporar. São os estrangeirismos, de que muitos são dispensáveis e desnecessários, sempre que houver palavra vernacular equivalente. Por exemplo (no caso do português): – se … Continuar lendo

Publicado em Língua portuguesa, Não categorizado | Deixe um comentário