Nadar nu.

Já experimentou nadar nu ? Nunca; somente de calções ou de sunga. Nu é confortável, mais do que ataviado com trajes desnecessários e até apertados que, além disto, não fazem sentido: não faz sentido ocultar-se a genitália masculina ou feminina, assim como não faz sentido ocultarem-se as mamas. São partes naturais do corpo que não faz sentido ter de ocultar em nome da moral.

A moral consistir em valores conspícuos, como: solidariedade, empatia, bondade, verdade, honestidade, firmeza, persistência, temperança, humildade, ação, resignação, instrução, esclarecimento. Nada disto tem nada que ver com a ocultação do pênis, do escroto, das mamas. O pudor e a gimnofobia (recusa da nudez natural) são falsos valores, são desvalores.

Também não há erotização da infância (atual preocupação dos grupos religiosos e conservadores, com alguma hipocrisia, suponho): se as crianças virem a nudez, acostumar-se-ão com o corpo tal como ele é e não com o erotismo. O erotismo está no adulto.

Esta publicação de 1952 revela que, nos EUA, era obrigatório os rapazes nadarem nus.

Em tempo: tem nome: chama-se de pênis ou falo; pode usar pinto. Não faz sentido o tabu lingüístico e o pudor segundo os quais é indecoroso dizer-se pinto ou pênis ou falo e usarem-se circunlóquios ridículos, como “o ilustre”, “a coisa”, “bingulim” e outras afetações tolas. Tem nome. Usemo-lo.

Texo IX.Na piscina 5Nadadores 2 Na piscina 2.Na piscina 3.Na piscina 4.Na piscina 22

 

Esse post foi publicado em Não categorizado, Nudez. Naturismo.. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s