Gesto de gentileza.

                                                             Gesto de gentileza.

Durante a aula de História do Direito de hoje [5.X.2018], na turma da noite, batem-me à porta. Abro-a: deparam-se-me três alunas que me ofereceram, gentilmente, flor, por desagravo às torpezas que, no Facebook, pessoa externa à Uninter (onde leciono) me dirigiu, por dissidência política.

Meus agradecimentos às três gentis alunas que me mimosearam, em sinal de solidariedade.

Muito grato, pela solidariedade na minha condição de cidadão e de eleitor.

Como cidadão, valorizo a cordialidade na convivência; vejo os adversários políticos como cidadãos que, no exercício da mesma liberdade de que desfruto eu, postulam pelos seus ideais, no que julgam ser o melhor para o nosso país; não vejo nos adversários pessoas a quem vise ou a quem se deva visar com ânimo de os prejudicar, em razão das suas preferências.

Procuro colaborar com os meus compatriotas com alguma da cultura que adquiro (mais cônscio do quanto ignoro do que ufanoso do quanto sei), na forma de informações colhidas em leituras assíduas e de ponderações prudentes, que divulgo nas minhas postagens e no meu blogue, ciente do valor secundário da minha produção.

Como cidadão, estou e estarei alinhado com a liberdade e com as liberdades; com o espírito público e com o sentido republicano; com o respeito para com as pessoas; com a bondade em suas diversas expressões e com a noção de Humanidade, coletividade que construímos e que nos constrói.

Pratico a moderação de tom e de linguajar, com que afirmo as minhas convicções, idéias e ideais, certo da minha falibilidade e aberto ao diálogo.

Como eleitor, recuso candidato que julgo encarnar a negação dos meus valores humanistas de concórdia, de respeito, de solidariedade, de paz social, de laicidade, de liberdade. Ainda que as suas intenções administrativas porventura sejam aceitáveis, em algum aspecto, preocupam-me, essencialmente, os seus valores e a sua cosmovisão, bem como a sua relação com o seu semelhante, com certos dos seus semelhantes, com os meus semelhantes. Julgo que redundará em prejuízo para a qualidade do etos de parte da população brasileira a consagração do candidato em causa: pelo seu discurso e pelo seu exemplo, pela sua política e pelos seus aliados, minguarão valores graças aos quais as sociedades ocidentais, o que inclui a nossa, elevaram-se, pela educação paulatina das suas populações, à civilidade. Temo por algum grau de involução nas mentalidades, nos costumes, nas instituições.

Não me permitiria desfechar ataques pessoais reles, até sórdidos, em calão, e injustos, como os de que fui objeto.

Como pessoa, como cidadão, como escritor, como docente, anima-me a inspiração de dar bons exemplos e de fazer o certo, o que, no caso, compreende dizer das minhas preferências e das respectivas razões e manter, no meu âmbito de convivência, esta mesma liberdade em relação aos demais, independentemente de coincidência ou discrepância de vistas, em qualquer domínio do entendimento humano. Norteiam-me a moderação de linguagem e a serenidade.

Nem todos comungam do que julgo ser o mínimo ético de pessoa civilizada, e o praticam.

Bato-me por que na vida social, nas contendas políticas, nas relações humanas, em geral, não haja pessoas como a que me destratou. O lugar dela não é no meu âmbito humano e não desejo a presença de pessoas assim no âmbito da vida de ninguém. Ao contrário: a minha opção de voto, neste momento, resulta em ponderável medida, exatamente disto.

Bem haja ao gesto, que me comoveu, das três alunas: acarinharam o professor, confortaram o cidadão, animaram o eleitor; revelaram, elas, um pouco de si: do seu sentido humano e da sua beleza interior.

Bem haja, também, aos colegas, conhecidos, amigos do Facebook, alunos, que se solidarizaram comigo, após a postagem que mantenho.

Anúncios
Esse post foi publicado em Bolsonaro., Vida de professor.. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s