COMTE, MARX, GRAMSCI, ORTEGA Y GASSET.

 

COMTE, MARX, GRAMSCI, ORTEGA Y GASSET.

2007.

O Curso de Filosofia Positiva, de Comte, sugere-me estas notas ligeiras:

1- Ao contrário do que dizem alguns esquerdistas, o Positivismo não é ideologia burguesa; ao contrário do que dizem certos marxistas, que do Positivismo não sabem nada, o P. não foi aliado do liberalismo contra as classes despossuidoras. Comte reconhecia a existência de conflitos entre os trabalhadores e os empregadores, a necessidade da satisfação das aspirações trabalhistas, da regulação moral da riqueza, a necessidade de deveres morais dos ricos face aos pobres. Não há no P. capitalismo desenfreado nem apologia do capital; há, ao contrário, crítica à cupidez dos ingleses e ao desenfreio do “sistema industrial” britânico do seu tempo, o mesmo em que Carlos Marx baseou-se para criticar o capitalismo.

A. Paim, anti-positivista muito querido dos liberais desta terra, criou o mito do “ciclo positivista-marxista”, que jamais existiu (aliás, que um escrevedor se haja permitido, em grosso livro de história do pensamento brasileiro, criar ciclo de pensamento que só existe na fantasia dele, é surpreendente); isto porque o marxista Leônidas de Resende averigüou 16 afinidades entre Marx e Comte; daí, Paim “descobriu” que entre nós o positivismo e o marxismo aliaram-se, o que é o oposto do que alguns marxistas dizem: eles dizem que o P. aliou-se …ao liberalismo. Conclusão: certos direitistas e certos esquerdistas são igualmente mal informados sobre o P.

Há, sim, no P., vocação em favor da distribuição da riqueza, da melhoria das condições de vida da generalidade da população, combate à liberdade econômica absoluta, ao uso do capital sem nenhum critério mais do que o egoísmo individual.

É verdade que os liberais e os marxistas são economicistas: o econômico é tudo. Para Comte, o econômico resulta do moral, ou seja, da mentalidade, da formação das pessoas.

2- Um dos males da nossa época, dizia Comte, é o espírito regulamentar, porque tudo se pretende resolver pela lei, inclusivamente os problemas que dependem dos costumes, das opiniões e da formação dos homens, ou então, pela substituição dos homens, em que mudam as pessoas porém não as respectivas práticas políticas. O que importa, é mudar a mentalidade dos indivíduos. Exemplo do espírito regulamentar é o do falecido Ulisses Guimarães, para quem uma nova constituição (a de 88) bastaria para resolver todos os problemas do país.

3- Antonio Gramsci percebeu (por ler Comte?) de que, para obter-se a modificação das instituições, era preciso começar-se pela mudança dos pensamentos e dos costumes. Ora, tal mudança, em curso no Brasil, em sentido socialista, chama-se gramscismo. Comte percebeu o caminho da renovação das instituições; Gramsci adotou-o no sentido socialista. Comte, para a mudança das instituições, pregava a necessidade da liberdade espiritual; Gramsci pregava a necessidade da persuasão das massas; os positivistas não fazem doutrinação subliminar; os gramscistas fazem-no, sistematicamente.

4- José Ortega y Gasset era positivista; sou eu quem o afirma. Ortega adota muitas vezes o ponto de vista do P. , notadamente em “A rebelião das massas”. Muitos dos problemas apontados neste livro acham-se descritos na obra de Comte, que lhes aponta a solução. Em parte, Ortega repetiu Comte, no diagnóstico dos problemas, sem lhes indicar as soluções. Ortega não se referiu a Comte como sua fonte, como, aliás, raramente o fazia.

Porém Ortega criticou o Positivismo como teoria do conhecimento: quer ele, quer Xavier Zubiri fizeram-no; ambos, nisto, simplesmente não entenderam Comte.

Anúncios
Esse post foi publicado em Comte., Gramsci., Marx., Ortega y Gasset.. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s